Ben & Jerry’s suspende venda de sorvetes em territórios palestinos ocupados por Israel — e entra em conflito com a Unilever

Entre as justificativas, a fabricante de sorvetes afirmou que é inconsistente com seus valores corporativos vender seus produtos no território palestino ocupado. Decisão contrariou a Unilever, sua controladora

A fabricante de sorvetes Ben & Jerry’s anunciou na última semana que deixará de vender seus produtos em territórios palestinos ocupados por tropas israelenses.

A retirada do produto exige o término de um contrato de licença com um franqueado local que distribui Ben & Jerry’s em Israel desde 1987. Por meio da franquia, a empresa possui uma fábrica e duas lojas de distribuição ao sul de Tel Aviv . 

Embora tenha operações apenas em Israel, seu sorvete é vendido em supermercados do assentamento da Cisjordânia, local que o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas disse apresentar uma “violação flagrante do direito internacional”.

Entre as justificativas, a Ben & Jerry’s afirma que é inconsistente com seus valores corporativos vender seus produtos no território palestino ocupado. Além de polêmica, a atitude criou um conflito com a Unilever, controladora da Ben & Jerry’s e contrária à decisão.

O acordo de licenciamento com a fraqueada israelense expira em dezembro de 2022 e não será renovado, entretanto, a Unilever declarou que embora os produtos da Ben & Jerry’s não sejam mais vendidos na região, a empresa permanecerá em Israel por meio de um acordo diferente.

O conselho da Ben & Jerry’s que pressionou pelo encerramento das vendas por anos queria divulgar um comunicado diferente, sem fazer referência à continuidade de qualquer comercialização em Israel.

Segundo Anuradha Mittal, presidente do conselho da Ben & Jerry’s, em entrevista à NBC News, a Unilever divulgou o comunicado contra a vontade do conselho e violou um acordo legal feito quando adquiriu a Ben & Jerry’s em 2000. Esse acordo conferia a um conselho independente o controle da missão social , integridade da marca e políticas da empresa de sorvete . 

Embora empresas se envolvam cada vez mais em pautas sociais, abraçar debates políticos ainda é algo distante para a maioria delas. Porém, o presidente do conselho da Ben & Jerry’s foi categórico (e corajoso): a companhia quer ser liderada por valores e não por diretrizes da matriz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *