Crianças podem aprender a programar desde novas, diz estudo

Pesquisadores espanhois defendem que crianças devem ser estimuladas a aprender a programar desde cedo

Aprender a programar é algo mais simples do que falar inglês, e, a partir dos seis anos de idade, é possível aprender uma linguagem de programação. Quem diz isso é um grupo de pesquisadores da Universidade de Málaga, na Espanha.

Uma das linguagens mais antigas e usadas, por exemplo, a C, tem somene 46 regras sintáticas – enquanto que a gramática do idioma inglês tem cerca de 3500 regras, como reportou o El Pais.

Além disso, ao contrário dos idiomas usados por humanos, as linguagens de programação são muito mais precisas e objetivas. Não há como ter ambiguidade na interpretação de uma linha de código, enquanto que, em qualquer idioma, há possibilidade de diferentes interpretações, o que pode dificultar o aprendizado e alfabetização. Assim, dizem os pesquisadores, é possível ensinar desde cedo as crianças a programarem.

A conclusão veio após um estudo realizado por eles em 2017, com 820 alunos do ensino fundamental que foram iniciados em um curso de programação básica. Destes, 344 conseguiram concluir todas as tarefas do primeiro terço do programa, que compreendia os comandos iniciais de programação. Outros 210 alunos passaram para a segunda fase, etapa mais avançada do curso.

Os pesquisadores argumentam que se todas as escolas espanholas adotassem a iniciativa, em seis anos, 5% da população infantil já saberia programar. 

Incluir a programação no currículo da educação básica beneficiaria não só os alunos, mas também a economia como um todo. Afinal, o gap da mão de obra qualificada para a tecnologia ainda é um grande problema tanto para empresas quanto países.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.