Estudo mostra a medida ideal do trabalho híbrido

Trabalho híbrido vem sendo cada vez mais adotado pelas empresas – mas ainda existem dúvidas sobre como ele deve funcionar

Um debate comum entre as empresas com adoção do trabalho híbrido é definir quantos dias os funcionários devem ir ao escritório nessa modalidade. Uma nova pesquisa, publicada na Harvard Business School, tentou justamente resolver esse problema.

A resposta: é provável que o ideal seja que os trabalhadores estejam no escritório entre 9 e 14 dias a cada 35 dias úteis. Isso seria o suficiente para que elas pudessem colaborar e interagir com os colegas e ao mesmo tempo ter os benefícios do home office.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores avaliaram 35 mil funcionários da BRAC, uma das maiores organizações não-governamentais de Bangladesh, na Índia. Eles foram divididos em três grupos: híbridos de níveis alto (0 a 8 dias no escritório), baixo (mais de 15 dias) e intermediário (9 e 14 dias).

Após analisar e-mails e outras plataformas de comunicação, os cientistas concluíram que aqueles que apresentavam níveis intermediários de trabalho híbrido enviaram mais e-mails, conversaram com mais colegas e se envolveram em mais projetos novos. 

O achado dos pesquisadores pode ajudar as empresas a tirar o melhor proveito do modelo híbrido: oferecer aos profissionais maior equilíbrio entre trabalho e pessoal sem deixar os times isolados e desconectados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.