Para 73% dos RHs, as soft skills serão ainda mais importantes no cenário pós-pandemia

Pesquisa que ouviu 419 profissionais de gestão de pessoas ainda apontou que para 46% deles manter a cultura corporativa no isolamento foi a maior preocupação dos últimos meses.

A pandemia do novo coronavírus trouxe mudanças profundas ao profissional de RH. O papel desses executivos se transformou nos últimos meses, com novos temas sendo absorvidos pela área.

Pesquisa da HR Dive mostra que a maioria dos profissionais de RH (73%) acredita que as habilidades pessoais serão cada vez mais importantes na gestão de pessoas, contra 42% que apostam na valorização das hard skills. Foram entrevistados 419 profissionais, que falaram sobre as tendências do setor e o futuro da profissão.

Quando perguntados sobre como seus departamentos são avaliados pelos líderes, os RHs se dividiram. Enquanto 28% disseram que as áreas são altamente valorizadas, 32% responderam que são muito valorizadas e aproximadamente o mesmo percentual disse que elas são pouco valorizadas.

Já entre os principais desafios trazidos pela covid-19, destacaram-se os de manter a cultura corporativa (preocupação de 46% dos RHs) e de lidar com restrições orçamentárias (40%). Outros pontos levantados foram contratações (23%), tecnologia (22%), treinamento de pessoal (21%) e compliance (21%). 

Fora do cenário de pandemia, a maior dificuldade dos profissionais de RH é treinar a mão de obra (preocupação de 33% dos RHs).

Mas a cultura e as contratações (32% cada) e as restrições orçamentárias (31%) também se mantêm entre as questões mais abordadas pelos entrevistados. Tecnologia (21%) e compliance (20%) aparecem no final da lista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *