A medicina chega ao metaverso

Empresas na Coreia do Sul inovam ao unir tecnologias como IA e metaverso com a medicina

Na Coreia do Sul, tecnologias como realidade virtual e inteligência artificial estão sendo utilizadas no diagnóstico de doenças, atendimento e até no treinamento de médicos. Segundo reportou o The Korea Herald, as inovações foram impulsionadas com o isolamento social na pandemia, que tornou as consultas médicas presenciais muito mais raras.

A Newbase, por exemplo, é uma empresa especializada no desenvolvimento de plataformas de simulação médicas no metaverso. Com um headset de realidade virtual e uma aplicação móvel, é possível simular situações como checar onde está um paciente na escala de Glasgow – usada para medir níveis de consciêcia – e a triagem de casos com base no estado clínico dos pacientes.

A ideia da Newbase é oferecer treinamentos mais realistas e com segurança para treinar os jovens médicos. 

Já a startup Looxid desenvolveu um sistema que combina IA com RV para detectar sinais precoces de comprometimento cognitivo, como demência e doença de Alzheimer. Batizado de Lucy, o sistema conta com uma plataforma móvel chamada Lucy Bus, que visita os idosos pessoalmente. Os pacientes então podem usar óculos de realidade virtual à disposição para jogarem jogos cognitivos imersivos.

Os óculos medem a memória de trabalho, o nível de atenção e percepção especial analisando o comportamento dos usuários, assim como suas ondas cerebrais e respostas neuropsicológicas. Eles podem servir, ainda, como um treinamento para melhorar a capacidade cogitiva dos idosos.

De fato, depois da pandemia, a aceitação a inovações tecnológicas como essas se tornou muito maior – tanto entre pacientes quanto entre médicos. O potencial da adoção de ferramentas digitais na saúde é enorme e a expectativa é que elas revolucionem tratamentos e criem novos negócios. 

The VR sensory headset also offers a training mode that can help prevent cognitive impairment for the elderly. 

Think About: A pandemia acelerou a adoção de tecnologia pela medicina e tornou médicos e pacientes menos resistentes à ela. O potencial da adoção de ferramentas digitais na saúde é enorme e pode revolucionar tratamentos e criar novos negócios. 

Comments on A medicina chega ao metaverso

  1. Ana Lidia disse:

    Adorei a matéria!

    Estou como voluntária no Instituto GPjr que visa fomentar boas práticas a gerenciamento de projetos a jovens estudantes e juniores de startups. Gostaria de saber se vocês têm interesse em falar sobre Metaverso na área da saúde, desafios, beneficios que ele pode proporcionar no evento de Tendências Tecnológicas que ocorrerá no formato virtual em 10/09/2022?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.