Londres vai converter escritórios em moradias para reviver o centro da cidade

Por outro lado, pequenas cidades estão oferecendo dinheiro para atrair e reter novos moradores e empresas aderem ao home office eterno.

Londres está estudando converter escritórios vazios em prédios residenciais para atrair pessoas de volta ao centro da cidade. Assim como outras metrópoles pelo mundo, as ruas da capital britânica ficaram vazias durante os meses de isolamento.

A adoção do trabalho remoto definitivamente também levou dezenas de empresas, que antes se instalavam no centro, a devolver escritórios. Qual a estratégia da secretaria de habitação da cidade diante disso? 

Aumentar em pelo menos 35% o número de moradias populares, oferecer contratos de longo prazo com preços mais atrativos para profissionais da indústria criativa e investir em tecnologia 5G para trazer outras empresas para a região central. 

A City of London Corporation, que cuida da Square Mile, centro financeiro de Londres, tem uma meta de criar pelo menos 1.500 novas residências até 2030. Para isso, a companhia planeja usar uma mistura de construção de novos empreendimentos e reformas de prédios antigos. 

O mundo pós-pandemia começa a se desenhar – e ele indica uma guerra por talentos. Pequenas cidades estão oferecendo dinheiro para atrair e reter novos moradores. Algumas companhias já não se importam em contratar profissionais que moram em outras regiões. Será que as pessoas terão interesse em voltar aos grandes centros?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *