Cidades que fecharam as ruas para os carros viram o número de clientes aumentar

Por conta da pandemia de covid-19 algumas cidades americanas restringiram o tráfego de automóveis em algumas regiões. A medida aumentou os negócios de bares e restaurantes localizados ali

Impedir o tráfego de carros das ruas afasta consumidores dos estabelecimentos, certo? Errado. Segundo uma análise da startup Yelp, cidades americanas que fecharam as ruas para os automóveis, visando conter a circulação de pessoas por conta da covid-19, viram a demanda dos negócios crescer.

Na Rua Valência, em São Francisco, que proibiu o tráfego de carros por quatro noites entre julho e dezembro de 2020, a procura pelos restaurantes localizados ali aumentou em 18% durante o período.

Já na região de Little Italy, em Boston, a demanda subiu 61% nos dias sem carro.

A análise do Yelp reflete as estatísticas de uma programa Open Street, que prevê ruas exclusivas para pedestres na cidade de Nova York. Segundo dados da iniciativa, os restaurantes na Vanderbilt Avenue, no Brooklyn, relataram uma média de 54% a mais de visitas de clientes após o primeiro mês sem carros.

A iniciativa do Open Street está sendo tão bem-sucedida tornou o programa permanente. A Califórnia também está indo pelo mesmo caminho e estuda um projeto de lei para simplificar a criação de trechos com menos tráfego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *