Líderes com MBA pagam salários menores

Empresas que contratam líderes com MBA tendem a pagar salários menores

Quando as empresas contratam um CEO com MBA em negócios, o salário dos trabalhadores tende a cair 6% em cinco anos. Os dados são de um novo relatório do National Bureau of Economic Research, dos Estados Unidos, que apontou também que profissionais com baixa qualificação perdem ainda mais dinheiro quando liderados pelos “gerentes de negócios”.

O relatório constatou a mesma tendência na Dinamarca, onde a queda na remuneração é de 3%. Os autores atribuem a perda salarial à forma como as empresas passam a compartilhar os lucros sob a batuta dos líderes com MBA, que se preocupam mais em dividir os ganhos com os acionistas do que com os funcionários. Segundo eles, isso se deve ao fato de que a maioria dos cursos de negócios segue a escola do economista Milton Friedman, que defende que organizações enxutas e ênfase no lucro dos acionistas. 

“Nos Estados Unidos, por exemplo, onde a fração de trabalhadores empregados por gerentes de negócios aumentou de 26% para 43% entre 1980 e 2020, nossas estimativas indicam que os gerentes vindos de escolas de negócios podem explicar cerca de 20% do declínio nos salários”, diz o relatório. “Eles também respondem por aproximadamente 15% da diminuição do crescimento de salários desde 1980”.

Em entrevista à Fortune, Alex Xi He, um dos autores do relatório e professor assistente de finanças na Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, disse que os líderes com MBA não aumentam as receitas de uma empresa. “Eles não mudam o tamanho do bolo, só como ele é dividido”, disse.

No entanto, esse cenário já viria mudando. Os próprios dados da pesquisa estão um pouco defasados: os salários mais recentes usados no relatório dos Estados Unidos são de 2014, enquanto que os da Dinamarca são de 2011. Recentemente, mais e mais empresas passaram a adotar os princípios ESG (sigla para Ambiental, Social e Governança). Isto é, além de responder aos acionistas, ou shareholders, elas também consideram o impacto de suas decisões para a sociedade, meio-ambiente e trabalhadores, chamados de stakeholders.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.