Relevância, experiência e personalização no mundo do trabalho

Não dá mais para esperar soluções do tipo “one size fits all” para os funcionários, escreve Silene Rodrigues, diretora de RH da Adidas, para a Think Work Today

Logo Today

Finalmente, parece que a vida vai voltando ao normal.  Em um mês, duas viagens internacionais, primeiro para uma reunião entre os heads de RH dos países de América Latina com o time regional, e, depois, para uma reunião que contou com a presença de mais de 100 executivos de negócios de todos os países da região.

Foram momentos de muita alegria pela oportunidade do reencontro após tanto tempo e pelas muitas discussões sobre as estratégias de negócios e de gerenciamento pessoas. Até aí, nada de novo – simplesmente voltamos ao que realizávamos com frequência antes da pandemia. Mas, para mim, foi um momento de muita observação e reflexões: vi muita humanidade nessas duas ocasiões, algo que talvez nunca tivesse prestado atenção antes.

Em ambas as reuniões, falamos muito de futuro, como sempre. Mas, desta vez, a dinâmica foi distinta. Parece que, finalmente, concluímos que o futuro não está em nossas mãos para decidir. Notem que não estou falando de crises como a que vivemos recentemente, não. Falo da conscientização de que quem controla o mercado, o consumo e o trabalho são indivíduos de verdade, e não somente os do nosso discurso. Olha a humanidade de novo aí.

O consumidor mudou, como já havia mudado antes e como vem acontecendo há décadas, porque estamos em constante transformação. Mais do que nunca, esse consumidor não quer ser visto como um tíquete que sai da caixa registradora, levando consigo os mesmos produtos em estilo, design e cor que os demais.  Ele anseia por ser tratado como um indivíduo, diferente dos demais, que tem sua própria personalidade para expressar e que espera que sua jornada de compra vá além daquele momento específico. Ele quer, se for possível, contribuir com a humanidade, com o planeta, com seu país, com sua comunidade. Ele quer ser relevante e, para isso, precisa que lhe ofereçamos relevância.

Assim é também com nossos funcionários, que, no final, são nossos consumidores também, não é? Para eles continuarem engajados, motivados e contribuindo com o desempenho dos negócios, já não é suficiente oferecer somente um excelente pacote de remuneração, com um bom salário e benefícios competitivos com o mercado. Em teoria, é isso que todas as empresas elaboram, mas, para o funcionário, o “one size fits all” já não existe mais. Agora, cada um permanecerá na empresa até que a oportunidade da personalização bata à sua porta.

Não me refiro absolutamente ao tangível, ao pacote financeiro, especialmente num país onde temos entraves para implementar com facilidade e sucesso uma política de benefícios flexíveis que, por si só, já configuraria uma certa customização. Nas conversas que tive durante esses encontros, muito se falou também sobre experiência, o intangível.

Então, se juntarmos relevância com experiência, criamos a fórmula para reter por mais tempo os talentos que não queremos perder. 

Um trabalho que ofereça relevância e experiência para esse consumidor que está ávido pela personalização é aquele que tenha menos comando e controle, e mais confiança e accountability, onde a comunicação não-violenta seja cultivada e a inclusão, uma realidade. Essa nova força de trabalho, que não precisa necessariamente ser jovem, quer ter autonomia para escolher se trabalhará do escritório, de casa ou de qualquer outro lugar.

Novas formas de trabalho, como squads, redes, equipes autogerenciáveis, remotas, são tão importantes quanto novos formatos de reuniões como coffee chats, walking meetings, brainstormings, co-creation meetings etc. As pessoas também buscam oportunidades de tempo livre para liberarem sua criatividade e inovarem, ou se dedicarem a atividades de voluntariado, pois querem a certeza de que seu trabalho serve a um bem maior relacionado com o meio-ambiente ou a sociedade.

E você: o que pensa sobre isso?

<strong>Silene Rodrigues</strong>
Silene Rodrigues

Diretora de recursos humanos na Adidas

logo-today
Sua conexão com os principais RHs do país. Assine grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.