Diversidade de gênero chega ao dicionário norueguês

Para abraçar a diversidade de gênero, os noruegueses vão adotar uma nova palavra.

A língua norueguesa deve ganhar um terceiro pronome: o “hen”, correspondente ao gênero neutro. Assim como o Português, a língua já tem pronomes femininos e masculinos, “hun” e “han”, respectivamente. Mas, com as pautas de diversidade de gênero avançando cada vez mais, eles não eram mais o suficiente.

A decisão veio do Conselho de Línguas da Noruega, que espera tornar oficial o novo termo dentro de um ano. Isso não surgiu do nada – os próprios noruegueses já vinham adotando a palavra de maneira informal. “Com o tempo, nós notamos que o uso de “hen” tinha aumentado e se estabilizado”, declarou à imprensa norueguesa Daniel Ims, um representante do Conselho.

Com mais e mais pessoas que se consideram não-binárias, isto é, que não se identificam nem como homens, nem como mulheres, vem se fortalecendo a necessidade de se adaptar a língua para poder se referir a todos os gêneros. Além disso, espera-se que as pessoas não assumam o gênero de alguém que acabaram de conhecer. Nesses casos, o gênero neutro serve também para se referir a uma pessoa quando não sabemos como ela se identifica.

Esse não é um fenômeno isolado. Segundo reportou o The Guardian, esse debate está acontecendo em vários países do mundo. Na França, por exemplo, um dicionário incluiu, recentemente, uma entrada para a palavra “iel”, usada por alguns franceses também como alternativa para pronome neutro.

Já nos Estados Unidos, o dicionário Merriam-Webster incluiu a definição de “gênero neutro singular” para a palavra “they”, já usada como o plural da terceira pessoa. No Brasil, o pronome neutro também já é usado por algumas pessoas, como em “todes” ou “todxs”, por exemplo. Talvez seja questão de tempo para alguma dessas versões entrar nos nossos dicionários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.