Google paga dívida estudantil de funcionários

Gigante de tecnologia vai dar até 2.500 dólares por ano para empregados quitarem suas dívidas com as escolas. Benefício começa em janeiro, nos Estados Unidos

A partir de janeiro, o Google vai bancar o empréstimo estudantil de seus funcionários nos Estados Unidos, pagando até 2.500 dólares por ano por pessoa. Bom, a dívida dos estudantes americanos é uma história conhecida, com cada aluno tendo um débito médio de 30.000 dólares, segundo uma pesquisa anual do U.S. News.

O benefício se soma à ampla lista oferecida pelo Google, que até pouco tempo atrás servia refeições gratuítas e munia seus funcionários de academia de ginástica no próprio escritório. O novo incentivo é uma tentativa da empresa de atrair jovens talentos – principalmente após ser questionada por sua cultura e enfrentar denúncias de assédio.

Segundo o Google, o crédito estudantil pode ser expandido para outros países, após uma análise da companhia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.