Meu escritório é no parque: trabalhar ao ar livre pode aumentar o engajamento

Mapeamento da Fundação Knight descobriu que os parques são espaços capazes de colaborar com o desenvolvimento de negócios, gerar empregos e aumentar o comprometimento dos residentes de uma região

Um programa de jardim colaborativo poderia aumentar o engajamento dos funcionários com a empresa? E uma horta comunitária? Serviria de atrativo para levar os trabalhadores de volta aos escritórios?

A Fundação Knight apoiou sete parques públicos nos Estados Unidos e avaliou os impactos dos recursos destinados a estes espaços. A conclusão é que as áreas verdes, além do papel fundamental que tiveram durante a pandemia de covid-19, vão muito além de ajudar na saúde das pessoas.

Elas são capazes de colaborar com o desenvolvimento de negócios, a geração de empregos e de receita para projetos sociais e, principalmente, de elevar o engajamento dos moradores com a região. Projetos que envolvem a comunidade na manutenção de parques aumentam a confiança entre os residentes, o que leva a um maior senso de pertencimento.

Entre os moradores ao redor dos parques entrevistados pela Fundação Knight, 81% disseram sentir que se encaixam nos espaços e 67% que eles são essenciais para os seus bairros. Em Akron, onde os moradores participaram, inclusive, do processo de design do parque, 97% dos entrevistados afirmaram que o projeto mudou a vizinhança para melhor. No início do processo, esse percentual era de 57%.

A relevância desses espaços foi acentuada durante a pandemia. Em um parque da Filadélfia apoiado pela Fundação Knight, foi observado um aumento de três vezes no tráfego de pedestres entre novembro de 2019 e novembro de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.