Maioria deseja autonomia para usar a flexibilidade

Pesquisa de executivos do Slack investigou desejos de funcionários em relação à flexibilidade no trabalho

Em seu novo livro, How the Future Works, três altos executivos do Slack compartilharam lições que descobriram após entrevistar mais de 10 mil pessoas em um projeto da companhia de tecnologia, batizado de Future Forum.

Mais do que querer flexibilidade, a pesquisa mostrou que 79% dos funcionários querem ter autonomia em como usar a flexibilidade. Outro achado foi o fato de que, mais do que ter liberdade de onde trabalhar, 94% dos profissionais querem, sobretudo, flexibilidade no horário de trabalho. 

Mas ar mais autonomia para os funcionários exige uma transformação cultural profunda – tanto líderes precisam ser capazes de delegar e confiar nas equipes quanto as pessoas precisam se responsabilizar pela própria gestão do tempo e de tarefas. Segundo os autores, o ideal seria os líderes combinarem com suas equipes as “horas vitais de colaboração”, durante as quais todos devem estar disponíveis para conversas ao vivo e reuniões.

O resto do dia seria então livre para que cada um usasse da forma que achasse melhor. Além disso, todas as decisões devem ser documentadas e as discussões compartilhadas no ambiente virtual para que todos se mantenham na mesma página. Para isso, ter arquivos e status sempre disponíveis em uma nuvem compartilhada também é essencial para garantir mais autonomia e fluidez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.