90% dos brasileiros querem vacinação contra a Covid-19 obrigatória ao retornarem ao escritório, diz pesquisa

Levantamento também apontou que, embora 73% dos profissionais desejem fazer home office durante um ou mais dias da semana, mais da metade acredita que o trabalho remoto ainda é estigma nas empresas

Que o brasileiro é um dos públicos que mais aderiram à vacinação contra a Covid-19 não é novidade, porém, também somos campeões quando o assunto é a exigência da imunização na hora de planejar a volta ao escritório. 

Segundo uma pesquisa do Linkedin, que entrevistou mais de 1.000 pessoas, 90% dos profissionais no Brasil dizem que é importante que as empresas tornem a vacinação obrigatória ao planejarem o retorno às atividades presenciais. O índice é um dos maiores do mundo todo, ficando à frente de outros países como Espanha (71%) e México (86%). 

“As medidas de saúde e segurança são uma preocupação ao redor do mundo, mas é possível perceber que os brasileiros vêem a vacina como um ponto essencial. Fica evidente que estão dispostos a voltar para o ambiente físico de trabalho, mas precisam se sentir seguros para isso”, afirma Milton Beck, Diretor Geral do LinkedIn para América Latina.

A pesquisa também revelou que cerca de 84% dos respondentes acreditam que testes de Covid-19 são, de alguma forma, relevantes para a volta aos escritórios.

E 85% dizem que perguntarão para seus gerentes, colegas e outras pessoas que interagem diariamente se eles tomaram a vacina. 

Estigma negativo do home office

O estudo do LinkedIn também indicou que 43% dos profissionais preferem o modelo híbrido de trabalho. Cerca de 27% apontam que estar na empresa presencialmente durante 100% de sua jornada seria a melhor opção e somente 30% dizem que gostariam de fazer home office em tempo integral. 

Aqueles que afirmaram que preferem trabalhar de casa – seja parcial ou integralmente – apontam alguns motivos como: evitar o transporte diário para chegar aos escritórios (45%), ter uma vida profissional mais balanceada (45%), ser mais produtivo(a) (33%), manter a saúde mental em dia (31%) e facilitar o cuidado com os filhos (20%). 

Já os profissionais que gostariam de estar no escritório em algum momento afirmam que, entre as razões para este retorno, estão o fato de acreditarem ser mais produtivos no ambiente de trabalho (51%), a possibilidade de estarem perto de outras pessoas e colegas (46%) e as oportunidades de carreira ao se relacionarem presencialmente com os times (41%). 

Apesar da preferência, mais de 56% dos brasileiros concordam que há um estigma negativo para aqueles que trabalham remotamente. Entre as razões, eles apontam que aqueles que optam por exercer suas funções nos escritórios são mais propensos a ser favorecidos por seus gestores e colegas seniores, o que impactaria o desenvolvimento de suas carreiras. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *